Especiais

  • Claudio Edinger: Workshop Fotografia Autoral

    O fotógrafo Claudio Edinger ministra o Workshop de Fotografia Autoral, como iniciativa da Fundação Marcos Amaro, no Galpão IV, durante a programação do 24º Festival de Artes de Itu. Os participantes puderam conhecer de perto a trajetória do fotógrafo e a pesquisa que iniciou em 2000 com a técnica do foco seletivo.

    Fundação Marcos Amaro (FMA)
  • Dualidade e leveza: a Arte no Japão

    A definição da arte de qualquer país, sobretudo vinda forasteira, sempre será uma definição de superfície. Há algumas características das artes do Japão, influenciadas pelos países que o rodeiam, como a China e a Coreia, que soam estranhas aos preceitos da arte ocidental; o grotesco está tanto nos filmes de terror como nas pinturas fantasmagóricas.

    Fundação Marcos Amaro (FMA)
  • Der Stürmer e a incitação ao ódio e à violência

    “Os judeus são a nossa desgraça” (Die Juden sind unser Unglück!), diz o lema na parte inferior da página de rosto do exemplar de Der Stürmer (“O Atacante”), datado de junho de 1939, pertencente ao acervo da FMA. O lema fora cunhado na década de 1880 pelo historiador nacionalista alemão e publicista político Heinrich von Treitschke.

    Fundação Marcos Amaro (FMA)
  • Arte e Desterro

    Quando convidado para falar sobre literatura e exílio em um congresso em Viena, o escritor Roberto Bolaño viu-se incomodado; o chileno carregava sentimentos controversos sobre que relações são estabelecidas entre a arte e imigração – seja ela desejosa busca por novos ares, ou forçada, a ditadura, os genocídios, a escravidão.

    Fundação Marcos Amaro (FMA)
  • A política na obra de Francisco Klinger

    O escultor Francisco Klinger Carvalho sempre usou a perda como matéria-prima; a perda da terra, pátria que se abandona simbólica e fisicamente; a perda da significação dos materiais, da árvore que vira madeira, do plástico que se molda ao fogo; e por fim, da perda voluntária que é a escolha de se trabalhar com o abstrato, fixando-o entre as tantas fronteiras que compõe sua obra.

    Fundação Marcos Amaro (FMA)
  • Impressionismo

    Como o entomólogo que com finas redes e delicadeza se dedica a captura de insetos, os artistas do movimento impressionista eram afoitos pela luz. Não a perceberiam dentro de obscuros quartos, onde raios de sol ou lamparinas atravessam em insuficientes feixes a imaginação de quem quer pintar.

    Fundação Marcos Amaro (FMA)
  • Produção feminina além do comum

    São espaços recém-abertos, a sobrancelha única, a cama onde a mulher mutilada pinta-se e coloca a cabeça no corpo de um cervo correndo livre na grama. É a grama das galerias, vernissages, da produção artística e das performances. A elaboração da linguagem artística do feminino, como citou a antropóloga Lélia Coelho Franco, não é uma tarefa simples. São anos de uma história artística construída por homens, que reservaram para a mulher dois papeis: ou era musa ou invisível.

    Fundação Marcos Amaro (FMA)