Programação 07 de Setembro

Programação 07 de Setembro
14 de agosto de 2019 Rafael Kamada
Seminário Internacional ARTE!Brasileiros: A arte como construção de mundos

 

Um debate entre especialistas com o objetivo de apresentar a riqueza e diversidade dos artistas portadores de sofrimento psíquico dentro e fora do Brasil – desde aqueles ligados diretamente ao movimento Art Brüt, entre França e Suíça na década de 50, até Arthur Bispo do Rosário, protagonista das mostras inauguradas na FAMA durante o evento de 7 de setembro. Participarão a curadora austríaca Elisabeth Telsnig, PhD em História da Arte e com pesquisa focada em arte asilar; Savine Faupin, curadora-chefe do museu francês Lille Métropole, de arte moderna, contemporânea e Art Brüt; a psicanalista brasiliense Tania Rivera, autora do livro O avesso do imaginário: arte contemporânea e psicanálise (2014), vencedor do Prêmio Jabuti; e Raquel Fernandes, diretora geral do Museu Bispo do Rosário Arte Contemporânea, no Rio de Janeiro. Com mediação do curador Ricardo Resende.

BISPO DO ROSÁRIO

Curadoria: Ricardo Resende
De 7 de setembro de 2019 a Setembro de 2020

Dizem que Arthur Bispo do Rosário (1909-1989) ouvia vozes que o ordenava a organizar o mundo. E, nessa tarefa de dar conta das coisas terrenas, o sergipano diagnosticado como esquizofrênico criou cerca de 900 obras únicas, testemunhos da sua experiência pessoal, religiosa, filosófica e, claro, manicomial. Partia do princípio de desfiar os uniformes cor de anil usados no hospício, usando os fios para mumificar seus pertences. Depois, organizava-os em séries, como se estivesse na linha de produção de uma fábrica – de tecidos, quiçá. Não à toa, a exposição cria um diálogo com o acervo e o espaço expositivo da Fábrica de Arte Marcos Amaro (FAMA), em cujos 25 mil metros quadrados, no século passado, funcionou uma importante tecelagem para a cidade-sede do museu, Itu.

Nazareth Pacheco

UTOPIA DE COLECIONAR O PLURALISMO DA ARTE

Curadoria: Ricardo Resende
Exposição de longa duração

 

Novo recorte curatorial da mostra de longa duração Utopia de colecionar o pluralismo da arte, a exposição joga luz a quatro artistas do acervo: Louise Bourgeois, Nazareth Pacheco, Carmela Gross e Sonia Gomes. Em um diálogo com o protagonista do evento de 7 de setembro, Arthur Bispo do Rosário, pretende enfatizar aquilo que os aproxima todos, o gesto de costurar para construir. Nas palavras de Ricardo Resende, diretor artístico do museu: “Assim como Bispo, essas mulheres se acostumaram a tecer o mundo”.

POLA FERNANDEZ

FAMA E MBRAC

Curadoria: Diana Kolker e Ricardo Resende

De 7 de setembro a Dezembro de 2019

 

Entre os artistas selecionados pelo Edital de Ocupação FAMA 2018/2019, a artista chilena radicada no Brasil Pola Fernandez ocupa agora, simultaneamente, dois espaços que no presente são ressignificados pelas artes: aquele que serviu de sede à antiga fábrica têxtil onde hoje funciona a FAMA e o local antes preenchido por um dos maiores manicômios do país, a Colônia Juliano Moreira, hoje sede do Museu Bispo do Rosário.

JOSÉ SPANIOL


 

Importante nome da arte contemporânea brasileira, o gaúcho José Spaniol mistura arquitetura e escultura em grandes instalações. Integrante do acervo da FAMA, onde mantém a obra O descanso da sala (2011), em exposição ao ar livre, apresenta agora uma retrospectiva de sua obra, na Sala 5.

SAMUEL DE SABOIA

Deus em Mim
Curadoria: Ana Carolina Ralston
De 7 de setembro a 7 de novembro de 2019

 

O recifense Samuel de Saboia exibe sua mais recente série de pinturas inéditas em mostra individual. Inspirado pela teoria dos multiversos (que defende a existência de vários universos paralelos), o artista de 21 anos propõe um mergulho íntimo naquilo de mais profundo e divino que habita o ser, em telas de cores vivas e perspectivas distorcidas.

IZA FIGUEIREDO


 

Instalação inédita e mais recente da artista plástica paulistana que vive e trabalha na cidade natal da FAMA, Itu. Com obras interdependentes, inclusive pinturas em nanquim, a mostra de Iza ocupará as salas 6 e 7 do museu.