Rubens do Espírito Santo

Rubens do Espírito Santo
31 de janeiro de 2019 Stefânia Sangi

São José dos Campos (SP), 1966

A obra de Rubens do Espírito Santo traz referências multidisciplinares, passando por Literatura, Filosofia, Estética, Teologia e História. Mudou-se para a cidade de São Paulo em meados da década de 1990, trazendo consigo uma pesquisa voltada para a pintura, chamada “expandida”, na qual a técnica envolve a utilização de diversos outros materiais, como a fórmica e a madeira. Mais tarde, nos anos 2000, apresentou a série de trabalhos intitulada “As cabanas”, ou seja, grandes instalações construídas com elementos diversos diretamente no espaço expositivo, onde havia grande interação do público, seja por meio de aulas e debates, seja através da exibição de filmes. A combinação de objetos na produção dos trabalhos está sempre presente na pesquisa do artista, tanto nas pinturas quanto nas esculturas e outras instalações.

Rubens do Espírito Santo também ficou conhecido pela criação de uma metodologia pedagógica chamada “Méthodo”. Trata-se de uma forma de ensino onde a premissa máxima envolve a liberdade de envolvimento do aluno, de acordo com seus interesses e possibilidades, num processo colaborativo, bem como a promoção do seu autoconhecimento e bem estar. O método permite ao estudante sua constante transformação e questionamento e é atualmente utilizado no Ateliê do Centro, um espaço localizado na região central da cidade de São Paulo, visionado pelo artista, e que permite uma formação dilatada, humanizada e anti-formal, com capacitação diversificada sobre a Arte e as teorias que a envolvem.

 

Rubens Espírito Santo. Website oficial do Atelier do Centro. Encontrado em: http://gabisellan.lwsite.com.br/ e http://www.atelierdocentro.com.br/. Acessados em: 07 Jan 2019.