Iole de Freitas

Iole de Freitas
31 de janeiro de 2019 Rafael Kamada

Belo Horizonte (MG), 1945

Iole de Freitas formou-se em Design pela Escola Superior de Desenho Industrial, no Rio de Janeiro, em 1965, atividade que exerceu em Milão, Itália, onde morou de 1970 a 1978. No início, seu trabalho como artista envolvia fotografia e cinema, explorando principalmente as facetas de sua própria imagem, seu corpo, num período em que predominava na Itália a Body Art e Arte Povera. Certas características atribuídas a sua pesquisa daquela época, como movimento, fluidez e transparência, permeiam seu trabalho até os dias atuais, juntamente com o apuro técnico, provavelmente advindo de sua experiência com a dança contemporânea, seu primeiro contato com a arte.

Em meados da década de 1980, a artista abandonou a fotografia para se engajar com a tridimensionalidade. Passou, dessa forma, a utilizar materiais metálicos para a produção de esculturas. Mas foi sua pesquisa dos anos de 1990 que consolidou definitivamente seu trabalho. Com referências advindas do design, suas obras passaram interagir com a arquitetura do espaço expositivo, por meio de materiais semitransparentes, atribuindo leveza, fluidez e movimento a rigidez de elementos como o aço e policarbonato.

 

Sem título, 2010

Policarbonato jateado e aço inox

350 x 737 x 330 cm

 

Sem título, 1992

Cobre e aço galvanizado

150 x 40 cm

 

IOLE de Freitas. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2019. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa9002/iole-de-freitas>. Acesso em: 06 de Jan. 2019.

 

Iole de Freitas. website oficial da artista. Disponível em:  http://ioledefreitas.com.br/. Acesso em 07 Jan 2019.