Alexandre da Cunha

Alexandre da Cunha
31 de janeiro de 2019 Rafael Kamada

Alexandre da Cunha, Rio de Janeiro, 1969

O artista fluminense, Alexandre da Cunha, é formado em Artes Plásticas pela Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP-SP), em 1996. Estudou, ainda, na Royal College of Art e no Chelsea College of Art and Design, ambos em Londres (UK), cidade onde mora até hoje. Sua obra é essencialmente escultórica e tem como principal característica a utilização de objetos extraídos do dia a dia, como mobiliário, utensílios de limpeza, e tantos outros do consumo de massa. Constam ainda em sua trajetória trabalhos em performance e vídeo, dos quais também representam desdobramentos de sua pesquisa em escultura.

 

Os processos utilizados para combinar esses objetos são os grandes diferenciais da obra de Alexandre da Cunha. Através de colagem, fundição, assemblage, e outras maneiras de conexão, ele consegue ressaltar as particularidades de cada objeto, destacando qualidades como formas, texturas e cores, em associações divertidas, irônicas e inusitadas. Ele explora justamente esse deslocamento de elementos específicos para diferentes contextos, reprogramando-os perante nosso repertório. Dentre suas principais referências, estão o artesanato, o Modernismo, o design e a cultura pop.

A obra “Amarelinho” (2005) pode ser considerada uma referência em seu trabalho. Ao observar essa grande instalação, fica claro a prática do coletivismo, justamente o fator gatilho para a pesquisa de Alexandre da Cunha, que sempre gostou de reunir objetos e testar as possíveis combinações entre eles.  Aqui, o artista uniu 36 caixas de isopor com grossos parafusos de metal, num forte contraponto de materiais. Dispostas simetricamente como prateleiras vazias, elas causam curiosidade e espanto tamanha sua dimensão, que preenche o espaço expositivo.

 

“Amarelinho”, 2005

Caixas de isopor e parafusos de metal

327 x 480 x 75 cm

 

ROQUE, Priscila. Alexander da Cunha trabalha objetos em suas esculturas. Portal Saraiva Conteúdo. Disponível em: https://blog.saraiva.com.br/alexandre-da-cunha-trabalha-objetos-em-suas-esculturas/. Último acesso em 16 Dez 2018.

 

Alexandre da Cunha em Inhotim. Inhotim website. Disponível em: https://www.inhotim.org.br/inhotim/artecontemporanea/colecao/?q=artista/alexandre-da-cunha. Último acesso em 16 Dez 2018

 

Alexandre da Cunha. Galeria Luisa Strina website. Disponível em: http://www.galerialuisastrina.com.br/artistas/alexandre-da-cunha/. Último acesso em 16 Dez 2018

 

Alexandre da Cunha. Memória Paço das Artes – Temporada de Projeto 2006. Disponível em: https://mapa.pacodasartes.org.br/page.php?name=artistas&op=detalhe&id=468&sid=590. Último acesso em 16 Dez 2018

 

Boom, de Alexandre da Cunha. Exposição Pivo, 2017. Disponível em: https://www.pivo.org.br/exposicoes/boom-alexandre-da-cunha-pivo/. Último acesso em 16 Dez 2018.

 

Depoimento Alexandre da Cunha. Videobrasil acervo. Disponível em: http://site.videobrasil.org.br/acervo/artistas/textos/40194. Último acesso em 16 Dez 2018.