Programação

Programação
24 de janeiro de 2019 Stefânia Sangi

16 de fevereiro


 

17 de fevereiro


 

10h | Arte em Prosa

A Fábrica de Arte Marcos Amaro (FAMA) e o Museu de Arte Contemporânea de Sorocaba (MACS) promovem uma roda de conversa com a comunidade artística da região. O intuito do encontro é compartilhar as vivências e os projetos criativos que acontecem no interior, a fim de fomenta-los nas instituições.

A Diretora Geral da FAMA, Raquel Fayad e a Presidente do MACS, Cristina Delanhesi, e os artistas visuais Laura Mattos e Pedro Lopes receberão artistas, curadores e o público geral, a partir das 10h, com entrada gratuita. Participe!

 

15h | Na roda da FAMA: Conversa com Marcia Pastore e Pola Fernandez

Venha conhecer as artistas Marcia Pastore e Pola Fernandez na primeira edição do Na roda da FAMA. O intuito do encontro com as artistas é o compartilhamento de experiências com a comunidade artística da região e o público geral. Marcia Pastore investiga a relação entre espaço e escultura de diversas formas e vai contar sobre a obra exposta em uma das salas expositivas da FAMA, bem como mencionar as importantes coleções que integra, além do projeto pautado na land art que está desenvolvendo para o MESCLA, com previsão de inauguração para o segundo semestre de 2019. Pola Fernandez, artista chilena que vive e trabalha em Itu, é uma das contempladas pelo Edital de Ocupação da Fábrica de Arte Marcos Amaro 2018/2019. Pola trabalha a ancestralidade por meio da captura de relatos, fotografa e borda as imagens como forma de reconstruir o que foi fragmentado. A artista vai falar sobre o que está desenvolvendo para sua exposição, prevista para 07 de setembro de 2019, na FAMA.

Sobre Marcia Pastore

Marcia Pastore investiga a relação entre espaço e escultura de diversas formas. Expôs por duas vezes no Centro Cultural Banco do Brasil do Rio de Janeiro (1993/2010) e no Centro Cultural Maria Antônia (2002/2010); uma vez no Museu de Saúde Pública Emílio Ribas (2010), no Centro Cultural São Paulo [2000], no Museu de Arte Contemporânea da USP (1990), na Caixa Cultural de Fortaleza (2012), na Funarte de São Paulo (2012), na Biblioteca Mario de Andrade (2015) e no MuBE (2017). Integrou importantes exposições coletivas no Museu de Arte Contemporânea da USP (1992), no Museu de Arte Moderna de São Paulo [1990] e no Palácio das Artes (BH, 1990). Em 1998 e 2000 , participou da Arco Feira Internacional de Arte Contemporânea de Madrid, e em 2004 da inauguração do Vestfossen Kunst Laboratorium (Oslo, Noruega). Seus trabalhos estão nas principais coleções do país como na Pinacoteca do Estado de São Paulo, Pinacoteca Municipal de São Paulo no Museu de Arte Contemporânea da USP, no Museu de Arte Moderna de São Paulo e no Instituto Figueiredo Ferraz (Ribeirão Preto, SP).

Sobre Pola Fernandez

Pedagoga e fotógrafa, especialista em Artes Visuais, Intermeios e Educação, interesso-me pelo tema da cultura africana e pela memória da mulher negra brasileira.  Pesquiso retratos históricos fotográficos de escravos e negros produzidos no Brasil no século XIX. Dedico-me também à experimentação visual, produzindo fotografias híbrida impressas em diversos suportes, que ganham contornos e relevos em intervenções da técnica do bordado. Atualmente integro o Grupo Estudos em Fotografia do Ateliê Casa, em Campinas, São Paulo.

10h | Contação de história: FAMA recebe o projeto Esse tear tem histórias

A Fábrica de Arte Marcos Amaro recebe mais uma edição do projeto Esse tear tem histórias, criado por Élida Marques, que pratica o compartilhamento de histórias por meio de leitura compartilhada, música e tecelagem manual. A sessão é indicada para crianças a partir de 8 anos, acompanhadas por familiares e amigos.

Sobre o projeto

Élida é filha de tecelão e aprendeu a tecer com o pai, Simplício Marques Rodrigues, tecelão autodidata que constrói o próprio tear. No repertório, as histórias têm o tear como elemento socioeducativo e o tecelão como personagens que rementem à superação, astúcia, paciência e sabedoria. O conto “A roupa nova do imperador”, de Hans Christian Andersen; a lenda grega “Fátima, a fiandeira”; o mito grego “A tapeçaria de aracne” e o conto “A moça tecelã”, de Marina Colassanti, fazem parte desse repertório.

 

17 de fevereiro


 

11h | FAMINHA

A Fábrica de Arte Marcos Amaro promove atividades lúdicas pensadas para o público infantil. O evento é um convite às famílias para vivenciar e fazer arte. Ministrado pela artista e diretora da FAMA, Raquel Fayad, a programação inclui atividades artísticas relacionadas ao acervo exposto.

Sobre Raquel Fayad

Formada em Artes Plásticas (ASSETA-Tatuí, 2008). Pesquisa o Amor através de Cartas de Amor. Trabalha com pintura, desenho, vídeo e instalação, pesquisando as linhas, repetições, sobreposições, acordes cromáticos, materiais diversos, processos coletivos e colaborativos. Entre sua participação em exposições, destacam-se as coletivas no MAM Rio – Novas Aquisições Gilberto Chateaubriand (2014), Galeria Marta Traba – Memorial da América Latina (São Paulo, 2014), Casa do Olhar Luis Sacilotto – (Santo André, 2013/2014/2015) e Museu de Almeria (Espanha, 2012). Participou de Residências em Nuraminis e San Sperate (NOARTE) – Sardegna – Itália (2016 e 2015), Residência na Fazenda Ipanema, no MAC Sorocaba / FLONA (2015), Residência Artística na Galeria Marta Traba – Ocupação 15/30 – Memorial da América Latina (2014). Tem 13 obras no acervo MAM RIO – Coleção Gilberto Chateaubriand e uma no acervo da Fundação Marcos Amaro.

13h | Oficina de Arte Circense – tecido acrobático

A oficina será realizada pelo Katia Gil Circo Escola. A proposta da oficina é ensinar técnicas básicas e introdutórias na arte acrobática em tecidos. Não precisa ter experiência, a aula será ministrada para iniciantes. São 20 vagas por ordem chegada para crianças a partir de 7 anos de idade.

Sobre Katia Gil Circo Escola

A Katia Gil Circo Escola surgiu em 2013 do desejo de oferecer um espaço adequado para o treino da arte circense na cidade de Itu. Katia Gil é uma artista de circo, que, em sua trajetória como professora, passou por alguns espaços onde dava suas aulas. Sentiu a necessidade de ter um espaço próprio, que pudesse incluir aulas diferenciadas aos seus alunos. Atualmente, a Escola está alojada em um dos galpões da Fábrica de Arte Marcos Amaro (FAMA).

15h | Visita mediada e oficina de gravura: Sala Negra

Recentemente inaugurada, a Sala Negra apresenta a exposição O Tempo e a Gravura no Espaço, com um recorte da Coleção Guida e José Mindlin de Matrizes de Gravura, recentemente adquiridas pela Fundação Marcos Amaro. A proposta da oficina é ensinar técnicas básicas de xilogravura após uma visita mediada pela mostra, que abordará a trajetória dos artistas expostos, o contexto histórico e a influência na arte brasileira. A visita e a oficina serão ministradas pelos mediadores Natália Bastos e Vicente Alves.