Cabana Frei Otto

Cabana Frei Otto
5 de outubro de 2018 Julia

Rubens Espírito Santo e Atelier do Centro exibem site specific na Fundação Marcos Amaro

O conceito de arquitetura orgânica somado às teorias das ciências naturais dão o tom do novo projeto idealizado por Rubens Espírito Santo (RES) e realizado junto ao Atelier do Centro, coletivo do qual participam mais de 30 artistas. A partir do dia 6 de outubro, a instalação intitulada Cabana Frei Otto passa a ocupar os velhos galpões da Fábrica de Arte Marcos Amaro, sede da Fundação Marcos Amaro, em Itu.

A obra site specific foi produzida por um grupo multidisciplinar de 15 alunos de RES:  arquitetos, especialistas em elétrica, em filosofia da arte, em contabilidade, marceneiros e fotógrafos. Juntos, em um trabalho intenso e exaustivo, os participantes ergueram no curto período de cinco dias uma construção de grandes proporções, plástica, leve e com alusões à filosofia espiritual.

A inspiração partiu do legado do engenheiro e arquiteto alemão Frei Otto (1925 – 2015), pioneiro das questões ecológicas na arquitetura, cujos projetos surgiam da compreensão de leis das ciências naturais. Em meados de 1945, em meio a Segunda Guerra Mundial, Otto foi levado para um campo de concentração e lá passou a construir cabanas com os materiais que lhe eram fornecidos: quase sempre escassos e de baixo custo.

Para o interior da Cabana de Itu, serão ainda produzidos uma série de trabalhos durante as semanas seguintes à inauguração. E, em paralelo, RES ministrará aulas de filosofia da arte e teoria da imagem, com o intuito de manter vivo o interior de sua instalação.