des/CONSTRUIR SOBRE RUÍNAS

des/CONSTRUIR SOBRE RUÍNAS
17 de agosto de 2018 Mariana

Eduardo Frota apresenta projeto inédito na Fábrica de Arte Marcos Amaro
O artista foi o segundo contemplado pelo edital de ocupação lançado em novembro de 2017 pela Fundação Marcos Amaro

A partir do dia 1º de setembro, o artista Eduardo Frota apresenta na Fábrica de Arte Marcos Amaro (FAMA), em Itu, des/CONSTRUIR SOBRE RUÍNAS, projeto inédito, concebido especialmente para um dos galpões da extinta Fábrica São Pedro, voltada ao setor têxtil. Construída em diálogo com a arquitetura do local e fazendo uso de escombros, o trabalho site specific sugere uma reflexão sobre as incongruências do sistema industrial. A exposição segue em cartaz até 1º de dezembro.

Montada no Galpão do Urubu, onde antes funcionava a tinturaria da fábrica, a instalação toma forma de um espelho d´água azul índigo, alimentado artificialmente por um líquido que verte pela antiga chaminé da caldeira da usina. O tubo condutor que antes expelia o vapor utilizado como fonte de energia para todo o complexo, tem agora seu ciclo invertido e é ressignificado.

“Abre-se aqui uma questão fundamental sobre o uso da água: a relação contraditória que há entre sua oferta em abundância para a indústria manufatureira de capital privado e sua escassez e extravio quando direcionada à população. As políticas públicas que deveriam assegurar o direito universal à água e seu reuso, com o retorno à natureza não como resíduo de poluição ambiental, são excluídas de modo a atender ao interesse de poucos”, afirma o artista.

No espaço, a cena contínua insere o visitante em uma atmosfera onde se sobrepõem dois tempos distintos. O líquido, um dia intrínseco à operacionalização da produção têxtil em um galpão industrial de tinturaria, retorna a sua fonte, trazendo consigo a tinta que o coloriu neste processo.

A exposição de Eduardo Frota é o segundo projeto premiado pelo Edital de Ocupação da Fábrica São Pedro, promovido pela Fundação Marcos Amaro com o intuito de fomentar a produção artística contemporânea. O primeiro deles, realizado entre abril e julho deste ano, foi encabeçado pela artista Edith Derdyk.

Sobre o vencedor

Eduardo Frota é um artista plástico cearense e foi indicado ao prêmio PIPA em 2010. Tem realizado exposições coletivas e individuais no Brasil (Museu Oscar Niemeyer, XXC Bienal Internacional de São Paulo e outras instituições) e no exterior (Arte Brasileira Contemporânea, Líbano e S. Paulo – Centro per l’Arte Contemporânea, Itália), desde 1977. Atualmente, também atua como professor de arte e educador.

É formado em Arte na Educação (CIAE) pela Escolinha de Arte do Brasil (EAB – RJ), possui licenciatura em Educação Artística pela Faculdades Integradas Bennet (RJ) e frequentou a Escola de Artes Visuais (EAV – RJ). Na década de 90, foi cofundador e coordenador do núcleo de artes plásticas do Alpendre Casa de Arte (CE) e em 2001, curador adjunto do II Programa Rumos Visuais Itaú (CE, PI, MA e TO).

Serviço:

Exposição des/CONSTRUIR SOBRE RUÍNAS, projeto individual de Eduardo Frota
Endereço: Rua Padre Bartolomeu Tadei, 9 | Vila São Francisco | Itu | São Paulo
Período expositivo: de 1º de setembro a 1º de dezembro de 2018
Visitação: de quarta-feira a domingo | 10h às 17h
Entrada gratuita