Hugo Curti

Hugo Curti
21 de junho de 2018 Beatriz

Geólogo de formação, Hugo Curti (São Paulo, 1967) é um curioso sobre as diversas pequenas histórias e memórias que nos rodeia. Em seu trabalho, gosta de imaginá-las e resignificá-las, atribuindo sempre um elemento fantástico, mesmo que seja apenas o gatilho da nossa própria imaginação. Aqui, vemos a vídeoinstalação “Cabine de Força – Dentro e Fora” agindo como um desses gatilhos. Primeiramente, vemos uma ruína meio cavernosa, que não se pode entrar. A uma certa distância, uma projeção chama a atenção, com imagens capturadas por meio de uma câmera de segurança instalada na Casa de Força da antiga Tecelagem São Pedro.

O aparelho permanece ativo 24 horas e permite acesso permanente, virtualmente da onde quer que esteja, ao que acontece por lá. Diariamente, algo novo se sobrepõe às instalações que o artista edifica aos poucos. São resquícios de pequenas histórias encontrados no próprio espaço da fábrica desativada, que são ressignificados por meio de numa nova narrativa construtiva. Sua proposta resgata os fragmentos dessa memória perdida no tempo, reorganiza suas falas, para então recontá-las, no hoje, numa nova camada temporal, catalisada pela nossa própria imaginação. Há cerca de 80 anos a Casa de Força da fábrica exercia a função primordial da energia que dava movimento. Agora, essa energia é sugerida de maneira virtual, coloquial e metafórica, mas ainda como força pulsativa e faz girar.